Skip to content

O “sucesso” de Crepúsculo vs a falta de sorte de Diários de Vampiros

22/03/2010

Estive lendo alguns comentários em artigos e certas colunas sobre a saga de Stephenie Meyer, Crepúsculo, e percebi certa dificuldade de alguns em aceitar ou, pelo menos, compreender o que, de fato, ocorreu e ainda ocorre entre Meyer e Lisa Jane (escritora da saga Diários de Vampiros). Bem, vamos por partes. Que Lisa escreveu e publicou a saga de Diários antes de Meyer isso é de conhecimento geral. E que as duas tramas são parecidas, para não se dizer idênticas, também não é segredo para ninguém. Tive a oportunidade de ler os três primeiros livros de Stephenie e o primeiro de Jane. Assisti ao primeiro filme baseado em Crepúsculo e pude ver alguns episódios de Diários de Vampiro. Certo, Meyer tem talento em envolver o leitor com seus dramas rápidos, curtos, isso é muito interessante, afinal, ninguém quer ler dois terços de um livro para perceber que ele pode ser agradável.

Não estou aqui querendo dizer que ela não poderia escrever sobre vampiros ou que inovou, pois isso seria inverdade, até porque se Meyer fosse (digo aqui como escritora) metade do que Anne Rice é ou vendesse metade do que Rice vendeu e ainda vende, tiraria o chapéu para ela. E não estou só falando dos livros, acrescente aí: Entrevista com o Vampiro (Brad Pitt, Tom Cruise, Antônio Banderas, Christian Slater e Kirsten Dunst) e A Rainha dos Condenados (Stuart Towsend e Lena Olin). Caros leitores entendam que não é minha intenção compará-las, até porque não haveria. Alguns dizem que ela deu sorte, mas veja, em entrevistas, Meyer mencionou que, durante um sonho, em 2003, ela teve a chispa de toda a saga em sua mente, mesmo ela sendo idêntica à de Lisa. Que falta de sorte teve Lisa Smith não? Agora, Lisa quer se “aproveitar” do sucesso de Stephenie? Quanta prepotência Lisa? Talvez, durante uma boa noite de sono, em 2003, Meyer tenha sonhado com o seu livro Jane, publicado em 1992.

Nós, escritores, adoramos ler, comentar o que lemos. O profissional de escrita, o faz também, o gênio idem. Quando Stephen King criticou, duramente, Meyer, acredito que o tenha sido por motivos que desconheço, porém, é válido e aceitável, assim como o faço agora, mas sem a mesma aspereza, claro.

Não estou aqui para criticar ou desmerecer o “sucesso” de Stephenie, apenas para dizer ou mostrar o quão normal é a saga Crepúsculo e que de inovadora ela só tem o nome, quiçá os atores. (Robert Pattinson e Kristen Stewart) Mas a vida continua para Meyer e Smith. Quem sabe, no futuro, L. J. Smith não tenha mais sorte? 

Por Erik Santana

 

 

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. Luciana permalink
    25/03/2010 20:59

    Com certeza Meyer copiou tudo de Diários!

  2. Anderson Martins permalink
    29/03/2010 16:45

    Essa Meyer é uma plagiadora de primeira, que não tem capacidade para escrever algo sozinha. Marqueteira de primeira, nisso ela é boa!

  3. Guilherme permalink
    30/03/2010 17:06

    Que Stephenie Meyer copiou Diários é fato, ela´não sabe nada de literatura nem de escrita. Plagiadora de primeira! A outra é só uma coitada que entrou na onda!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: