Skip to content

Richard Matheson – Eu Sou a Lenda

29/03/2010

Terminada a guerra, manifesta-se uma estranha epidemia, trazida pelas tempestades de poeira e um terrível vírus infecta a população humana em todo o mundo. Porém, algo estranho e inusitado passa a ocorrer com os seres que sobreviveram: durante o dia, as pessoas permanecem em coma e, à noite, despertam e saem em busca de alimento: sangue. Depois de grandes esforços vãos, de médicos e cientistas, em encontrar a cura, a epidemia se alastra rapidamente, desorganizando toda a estrutura social do planeta. A maioria da população terrena acaba sendo atingida pela nova peste e a única solução é queimar os corpos em uma gigantesca fornalha atômica: pois, de outra forma, os mortos retornam, sedentos de sangue. Robert Neville é o último homem vivo na Terra e depois de perder a família em um desastre, na noite que descobriu a peste, Neville vê-se obrigado a partilhar o seu mundo com os mortos. De dia, ele é o predador, caçando os mortos-vivos pelas ruínas abandonadas da imensa Nova Iorque, onde não restara nenhum resquício de civilização. À noite, Neville fica trancafiado dentro de sua casa, rezando para que a manhã surja esplendorosa.

Matheson escreveu uma obra que atravessou décadas e, ainda hoje, parece-se muito jovem e atual. A história, muito bem pensada, somada à explicação científica para a propagação das bactérias (que transformaram a população humana em vampiros) mostram a genialidade de Matheson que, apesar dos poucos avanços científicos que se mostravam à época da concepção da obra, (escrita em 1954) elaborou uma teoria explicativa e fundamentada, despertando muitos outros escritores mundiais a considerar o tema, como já citou Stephen King: “O autor que mais me influenciou como escritor foi Richard Matheson, pois livros como Eu Sou a Lenda foram uma inspiração para mim.”

Enfim, de forma simples e objetiva, Richard criou uma obra-prima quando falamos do tema vampiros.  

Por Erik Santana

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. Helen Vampiresca permalink
    29/03/2010 16:18

    Mais uma ótima indicação. Quero ler esse agora, já assisti ao filme, mas deve ser melhor o livro! Parabéns Erik Santana!

  2. Guilherme permalink
    30/03/2010 16:33

    Eu, diferente da maioria, li o livro e não assisti ao filme, mas digo que é uma obra-prima mesmo, como citou o post, vale a pena ler, esqueçam Hollywood, foquem na leitura que enriquece a alma!

  3. Bruno Vampiro permalink
    30/03/2010 17:18

    Só assisti ao filme, estou louco para ler livro, agora que foi indicado, lerei com certeza

  4. Aninha permalink
    31/03/2010 11:33

    Olá, adoraria divulgar seu livro, mas antes eu perguntei porque afinal é seu, e você poderia não gostar que eu o postasse no meu blog sem você saber e tal…

    Gostei muito, e tenho certeza que muitos vão gostar, adoraria vê-lo nas livrarias…

    analizaso85@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: