Skip to content

Continução do livro Filhos da Noite

17/09/2010

Olá pessoal, estou empenhando bastante tempo livre e me dedicando muito para terminar logo a sequencia do livro Filhos da Noite. Resolvi postar um trechinho para aqueles que estavam me pedindo há certo tempo. Segue, abaixo:

Mesmo mantendo o olhar vampírico nas feras que disparavam em sua direção, Mirella observava, com sua visão periférica, a enxurrada de lobos adentrando o complexo externo da mansão. Imaginava quantos já teriam conseguido passar pelo portão principal. Talvez mais que quarenta.

Dois lobos, com as quatro patas no chão, rugiam e avançavam. De repente, uma bala de prata em cada e pronto, estacaram mortos, ao chão.

A vampira se contentou quando percebeu que a matilha de lobisomens cessara do lado de fora do palacete e explosões estouravam das torres, elevando corpos mutilados de lupinos ao ar. Quiçá teriam uma chance de sobreviver. Talvez pudesse dar conta. Desembaiou a espada e se preparou. Os lobos estavam próximos; quase cem metros os separavam do batalhão de homens armados à frente das vampiras. A esperança tomara conta do interior da loura. A possibilidade de vitória ainda era remota, mas pelo menos havia uma, melhor do que há alguns minutos, quando não existia nenhuma. Mirella bradou, com fúria e entusiasmo:

– Libertem os tigres! Abram as jaulas imediatamente!

Um dos humanos à frente posicionou a boca próximo ao ombro e solicitou o pedido da filha do príncipe. Como não havia pensado nisso antes? Com certeza ajudariam.

A vampira viu que o valente vigia levantou-se com certa dificuldade e chegou próximo às filhas do príncipe. Com o rosto desfigurado e repleto de sangue, olhou, atentamente, para as duas vampiras. Ficou impressionado com a beleza radiante de ambas e a tonalidade extremamente branca de suas peles. Como elas eram imponentes, vestidas com aquelas armaduras medievais, pareciam duas deusas gregas prontas para a guerra. Atena e Artemis, por isso sentia-se seguro ali. Uma sensação reconfortante preencheu o seu espírito. Uma chispa de esperança reconfortou o seu coração e decidiu que viveria mais um dia para poder olhar aqueles rostos lindos mais uma vez. Abasbacado, disse à loura, a quem definiu como sendo Atena:

– Precisamos resgatar os dois vigias da torre um.

Sem nem mesmo olhar para o humano, Mirella respondeu:

– Prosseguiremos com a estratégia, se eles forem capazes como você, poderão ficar junto a nós. Está em condições de lutar ainda, filho de Adão?

Filho de Adão? Questionou-se Antônio. Ela falava como uma deusa, um ser superior a ele, com imponência e majestade, deixando o seu semblante fechado e rígido, como se estivesse certa que acabaria com todos os monstros. Nem ao menos olhara para ele. E outra: ela enfrentaria aquelas bestas em um combate corpo a corpo, utilizando apenas uma espada? O que seria ela?

– Sou aquela que pode deixá-lo vivo por mais um dia. Está em condições de lutar ainda, eu perguntei – disse a vampira.

– Claro, só preciso de uma arma.

– Não precisa de mais nada. – exclamou um dos guardas à frente, enquanto arremessava uma metralhadora ao humano.

É isso aí pessoal, espero que tenha servido para abrir o apetite de leitura. Abraços!

Erik Santana

Anúncios
One Comment leave one →
  1. 18/09/2010 23:13

    Oi, Erik. Conforme nosso contato no Facebook, gostaria de adquirir o livro, mas como Maya é folgada (rsr), quer o seu autografado. Daí, se puder comprar diretamente com você, eu prefiro. É só mandar a conta para depósito. Te aguardo. Deixo o e-mail abaixo. Abrs.

    mblannco@ymail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: